• Artigos: 0
  • Total: 0,00 €

Ampliar a imagem


Praça de Itália

Antonio Tabucchi 

Editor: Dom Quixote

Ano de edição: 2017

Tipo de artigo: Livro

ISBN: 9789722061933

C.I.: 00000288177

Número de páginas: 168

Local edição: Lisboa

Idioma: Português

Encadernação: Brochado

Em stock, enviamos para o correio, até 24 horas.
(Salvo ruptura de stock)

Preço: 14,90 €

Preço: 13,41 €

Top Leitura

adicionar ao cesto

Comente este livro

Adicione à sua Lista de LeituraAdicione à sua Lista de Leitura

 Partilhar: 

O livro por dentro

contra capa

Sinopse

«A única coisa que Garibaldo não conseguia compreender da vida era a morte.»

Uma aldeia toscana perto do mar. Uma família de anarquistas, rebeldes por temperamento e tradição, personaliza-se, no decurso de três gerações, em três personagens com nomes emblemáticos: Garibaldo, Quarto e Volturno e nas mulheres combativas e corajosas que os acompanham. É o primeiro livro de Antonio Tabucchi, mas estão já nele todos os elementos das suas obras mais maduras, desde O Jogo do Reverso a Afirma Pereira: o duplo, o gosto pelos equívocos, o fascínio épico, a tensão moral. Nestas páginas, o autor recria com humor e uma subtil melancolia um mundo campesino, arcaico, hoje desaparecido, e reconstrói com fantasiosas trouvailles uma anti-história da Itália do lado dos vencidos, uma fábula popular impregnada do sentido secreto, mas não obscuro, da fragilidade da vida.

Sobre o Autor

Antonio Tabucchi nasceu em Pisa (1943-2012), onde fez os seus estudos, primeiro na Faculdade de Letras e depois na Scuola Normale Superiore. Ensinou nas Universidades de Bolonha, Roma, Génova e Siena. Foi Visiting Professor no Bard College de Nova Iorque, na École de Hautes Études de Paris e no Collège de France. Publicou 27 livros, entre romances, contos, ensaios e textos teatrais. As suas obras estão traduzidas em mais de 40 países. Recebeu numerosos prémios nacionais e internacionais. Sozinho, ou com Maria José de Lancastre, traduziu para italiano a obra de Fernando Pessoa. Considerando que a sua pátria é também a língua portuguesa, escreveu um romance em português, Requiem, 1991. O seu teatro foi levado ao palco, entre outros, por Giorgio Strehler e Didier Bezace. O Fio do Horizonte, Nocturno Indiano, Afirma Pereira e Requiem foram adaptados ao cinema respectivamente por Fernando Lopes, Alain Corneau, Roberto Faenza e Alain Tanner.

Últimos artigos visualizados