• Artigos: 0
  • Total: 0,00 €

Ampliar a imagem


Memórias de Raul Brandão

Raul Brandão 

Editor: Quetzal

Ano de edição: 2017

Tipo de artigo: Livro

ISBN: 9789897223365

C.I.: 00000288299

Número de páginas: 624

Local edição: Lisboa

Idioma: Português

Encadernação: Cartonado

Disponível entre 2 a 10 dias úteis (Sujeito a confirmação)

Preço: 19,90 €

adicionar ao cesto

Comente este livro

Adicione à sua Lista de LeituraAdicione à sua Lista de Leitura

 Partilhar: 

O livro por dentro

contra capa

Sinopse

Três volumes reunidos num só volume de Memórias para a comemoração do 150.º aniversário de Raul Brandão. Publicadas originalmente em três volumes, as Memórias de Raul Brandão constituem um dos exemplos maiores do género na nossa literatura. Memórias pessoais, memórias do seu tempo político e cultural, memórias das pessoas com quem o autor privou ao longo de uma vida consagrada à literatura e ao conhecimento dos outros - as recordações de Raul Brandão transportam-nos para um tempo, para uma sensibilidade e para um modo de escrita irrepetíveis: condensam um talento e um génio literário único; retratam alguns momentos de grande agitação política (as duas primeiras décadas do século xx); constituem um testemunho indispensável para se compreender não apenas a sua obra mas também o país a que ela se refere como uma obsessão.

Sobre o Autor

Raul Brandão nasceu na Foz do Douro em Março de 1867 e aí passou a infância e a juventude. Era filho e neto de pescadores. Durante os anos de liceu, começou a interessar-se pela literatura. Frequentou, como ouvinte, o Curso Superior de Letras, ingressando mais tarde na Escola do Exército.

Paralelamente a esta carreira - mormente ligada à burocracia militar - Raul Brandão foi jornalista escritor. Em 1896 foi colocado em Guimarães, cidade onde se casou e se instalou definitivamente.

Em 1912, depois de se reformar, dedicou-se exclusivamente à escrita, encetando um ciclo de particular fecundidade literária. Inicialmente, influenciado pela estética decadentista-simbolista, foi um dos autores do opúsculo "Os Nefelibatas" e a sua obra foi endurecendo aos poucos na crítica dos valores burgueses dominantes, fundamentando-se numa responsabilização ética.
Últimos artigos visualizados