• Artigos: 0
  • Total: 0,00 €

Ampliar a imagem


Leviathan

Paul Auster 

Editor: Asa

Ano de edição: 2017

Tipo de artigo: Livro

ISBN: 9789892339252

C.I.: 00000289243

Número de páginas: 272

Local edição: Lisboa

Idioma: Português

Encadernação: Brochado

Em stock, enviamos para o correio, até 24 horas.
(Salvo ruptura de stock)

Preço: 14,90 €

adicionar ao cesto

Comente este livro

Adicione à sua Lista de LeituraAdicione à sua Lista de Leitura

 Partilhar: 

O livro por dentro

contra capa

Sinopse

"Há seis dias, um homem foi morto por uma explosão na berma de uma estrada algures no Norte do Wisconsin." Esse homem é Benjamin Sachs, escritor de talento reconhecido e autor da bomba que o vitimou. O que o levou a tornar-se bombista? Peter Aaron, amigo de longa data, vai tentar responder a esta pergunta numa história escrita em jeito de biografia, de resposta antecipada ao inquérito do FBI e à voracidade dos media. Peter embarca numa incrível viagem ao âmago da existência de Benjamin, e o que resulta é um olhar penetrante sobre a vida de um homem excêntrico, altamente dotado e complexo, e a fascinante história do seu legado. Uma narrativa envolvente e intrincada, que serpenteia através de quinze anos de uma relação intensa marcada pela paixão política e pela sedução sexual. Ao tentar reconstituir o caminho de Sachs, Peter também busca um sentido para a sua vida. Mas as surpresas sucedem-se. Tudo pode acontecer. E, invariavelmente, acontece. Introspectivo e pleno de suspense, Leviathan é um inesquecível estudo sobre as relações humanas e a ruptura provocada pelos inesperados actos de violência da vida quotidiana.

Sobre o Autor

Paul Auster licenciou-se em 1970 na Universidade de Columbia e viveu durante quatro anos em França. A sua proximidade à literatura francesa haveria de marcá-lo para sempre. Foi confesso admirador de André Breton, Paul Éluard, Stéphane Mallarmé, Sartre e Blanchot, alguns dos quais traduziu para a língua inglesa. O seu gosto pela tradução é muitas vezes referido pelo próprio, que aconselha os jovens escritores a traduzir poesia para entenderem melhor o significado intrínseco das palavras. Além destes autores, Paul Auster refere ainda como suas influências Dostoiévski, Ernest Hemingway, F. Scott Fitzgerald, Faulkner, Kafka, Hölderlin, Samuel Beckett e Marcel Proust. Em 1998, realizaria o seu primeiro filme, "Lulu on the Bridge". Nos seus livros é evidente a influência cinematográfica norte-americana e as suas histórias desenrolam-se numa sucessão que fazem lembrar um thriller, usando igualmente o método da "caixa chinesa", sucessão de histórias no interior umas das outras. A sua obra parece ser mais apreciada na Europa do que no seu país natal. Actualmente vive em Brooklyn, Nova Iorque, com a sua mulher, (escritora e crítica de arte) Siri Hustvedt. Auster tem dois filhos: Daniel (filho do primeiro casamento com a também escritora e tradutora norte-americana Lydia Davis, entre 1974 e 1978) e Sophie Auster (n. 1987), cantora e actriz de cinema (filha de Siri). Boa parte da sua história é contada por ele como se fosse uma autobiografia. "Da Mão para a Boca" reúne relatos de sua vida, um jogo criado pelo escritor chamado action baseball, e mais três peças, consideradas por ele mesmo como "fracas". Contudo, em 1981 assina o seu primeiro contrato com uma editora em início de laboração para publicação do seu manuscrito Squeeze Play, sob o pseudónimo de Paul Benjamin, que apenas o publica em edição brochada em 1982, no momento em que aquela já se encontrava em processo de falência. O livro foi apenas distribuído por duas livrarias de Nova Iorque e poucos exemplares foram vendidos. Em 1984, a editora Avon Books (hoje propriedade da HarperCollins Publishers) publica finalmente o referido romance policial.
Últimos artigos visualizados