• Artigos: 0
  • Total: 0,00 €

Ampliar a imagem


Bis - a Insustentável Leveza do Ser

Milan Kundera 

Colecção: Bis

Editor: Bis

Ano de edição: 2017

Tipo de artigo: Livro

ISBN: 9789896604561

C.I.: 00000290099

Número de páginas: 400

Local edição: Lisboa

Idioma: Português

Encadernação: Brochado

Obs: NOVA TRADUÇÃO

Em stock, enviamos para o correio, até 24 horas.
(Salvo ruptura de stock)

Preço: 9,95 €

adicionar ao cesto

Comente este livro

Adicione à sua Lista de LeituraAdicione à sua Lista de Leitura

 Partilhar: 

O livro por dentro

contra capa

Sinopse

Um livro incontornável. Um clássico contemporâneo em nova tradução respeitando a edição reescrita pelo autor.

A Insustentável Leveza do Ser é seguramente um dos romances míticos do século xx, uma daquelas obras raras que alteram o modo como toda uma geração encara o mundo que a rodeia.

Adaptado ao cinema por Philip Kaufmann, este é um livro onde se olha, com um olhar umas vezes melancólico e conformado, outras amargo e revoltado, para o destino de um país, para o destino de um continente, para o destino de uma civilização. E poucas vezes se terá tão magistralmente representado a ligação existente entre a aventura individual e a colectiva...

Justapondo lugares distantes geograficamente, reflexões brilhantes e uma variedade de estilos, este magnífico romance representa o auge daquele que é, verdadeiramente, um dos maiores escritores de sempre.

Sobre o Autor

Milan Kundera nasceu a 1 de abril de 1929, em Brnö, na antiga Checoslováquia. Em 1975 fixou residência em Paris, tendo, em 1981, adotado a nacionalidade francesa. Autor de uma vasta obra, que abrange o romance, o ensaio e a poesia, é considerado um dos mais importantes escritores do século XX. A Insustentável Leveza do Ser é a sua obra mais aclamada pelos leitores e pela crítica, e em muito contribuiu para o tornar num autor reconhecido internacionalmente. Entre outros, foram atribuídos a Milan Kundera o Prémio Médicis (1973), o Prémio Mondello (1978), o Prémio Common Wealth (1981), o Prémio Jerusalém (1985) e o Prémio Independent de Literatura Estrangeira (1991).
Últimos artigos visualizados